Anuncie Aqui

30 de julho de 2007

Maquiagem + Photoshop




Quando bem enfeitada, as pessoas acabam comprando qualquer coisa, na banca de jornal, na perfumaria, no supermercado, na política...

28 de julho de 2007

Picada de Aranha Marrom


Foto ilustrando o progresso da ação do veneno da aranha marrom em uma mão. Esta aranha tem hábitos noturnos e só pica se for ameaçada. Em regiões rurais, antes de pôr seu calçado, verifique se ele está vazio, batendo-o contra o chão repetidas vezes, e mantenha sempre a limpeza doméstica em frestas. No ato da picada há pouca ou nenhuma dor e a marca é praticamente imperceptível. Depois de 12 a 14 horas ocorre um inchaço acompanhado de vermelhidão na região (edema e eritema, respectivamente), que pode ou não coçar. Também pode ocorrer escurecimento da urina e febre. Com o avanço (sem tratamento) da picada, o veneno (dependendo da quantidade inoculada) pode causar necrose do tecido atingido, falência renal e, em alguns casos, morte. Se for picado, lave a região e deixe-a em repouso. Corra a um posto de saúde levando a aranha viva ou morta. O soro deverá ser aplicado em até 36 horas após a picada.

27 de julho de 2007

25 de julho de 2007

Tumor de 80 quilos



Uma romena de 47 anos criou este tumor de 80 quilos por 25 anos e fez operação que durou dez horas e custaria US$ 300.000 para retirá-lo, mas foi feita gratuitamente nos EUA. A causa foi atribuída à doença de Von Recklinghausen. Eu soube de um tumor maior que este, com 130 quilos. Logo postarei algo sobre ele.

20 de julho de 2007

Múmias Acidentais



As "múmias acidentais", como costumam ser chamadas, são da cidade de Guanajuato, no México. Elas foram preservadas provavelmente pelas condições climáticas do cemitério local e são exibidas em um museu próprio para elas. São mais de 100 múmias expostas, e o número cresce no decorrer dos anos.

Vídeo.

19 de julho de 2007

Viciada em Crack




Imagens usadas pela polícia inglesa em campanha contra as drogas. Segundo uma viciada em crack, seus pulmões foram destruídos, ela perdeu o controle para urinar, perdeu a capacidade de memorizar eventos recentes, precisa de laxante para defecar e está com uma grande chance de desenvolver um câncer.

17 de julho de 2007

Lobisomem - Hipertricose


Hipertricose (excesso de pêlos) é o resultado de uma disfunção genética e figura como a principal origem da lenda do lobisomem.

16 de julho de 2007

Orelhas de Repolho - Jiu-Jitsu




O apelido acima é usado pelos próprios praticantes da arte marcial. Luta após luta, as orelhas ficam inflamadas e sofrem sucessivos traumas: a pele descola da cartilagem (que dá forma à orelha) e esta deixa de receber nutrientes, morrendo e se contraindo, ficando deformada. Para alguns praticantes ter as orelhas deformadas é sinal de status e chegam a recorrer a outras vias para consegui-las.

14 de julho de 2007

Michael Jackson




Depois de ler uma reportagem sobre as plásticas do MJ, passei a acreditar que não houve erros dos médicos, mas insistência do MJ em fazer tantas operações. O complexo do nariz grande, originado pelas críticas do pai em sua infância, levou o cantor a quase eliminá-lo da face. Ao que tudo indica ele tem usado uma prótese para substitui-lo, mas prefere escondê-lo detrás de máscaras cirúrgicas. Sua irmã La Toya seguiu o mesmo caminho, reduzindo o seu nariz e deixando-o muito fino e estranho. Já sua pele branca, ele justifica como sendo por causa de vitiligo, uma doença que tira a pigmentação da pele. Não bastassem todas essas mudanças, MJ tem muitos traumas psicológicos, além de ser cheio de manias e excentricidades. Em uma entrevista ele disse que tinha 4 anos. Já foi acusado de pedofilia. Balançou seu filho em uma sacada alta, acenando para fotógrafos. Já usou burca. Gasta até dinheiro que não tem e está indo à falência. Fico pensando se o cérebro é tão estranho quanto o que ele fez por fora com seu corpo.

13 de julho de 2007

Prolongamento de Pernas




Nos últimos anos algumas chinesas, buscando um padrão de beleza ideal, começaram a fazer cirurgia de prolongamento de pernas para ficarem mais altas. A cirurgia, usada para casos necessários, passou a ter essa função estética. No ano passado a China proibiu de vez o procedimento, que consiste na ruptura do osso e implantação de pinos para distanciar os pedaços. No espaço o osso é recriado pelo organismo.

12 de julho de 2007

Vacas Bombadonas



Fotos de uma variedade oriunda da Bélgica, criada geneticamente para que não produza miostatina, um hormônio que limita o crescimento dos músculos. Sua carne e seu leite são produzidos comercialmente para consumo.



11 de julho de 2007

Menina-Hipopótamo



O tumor nesta garota haitiana de 14 anos transfigurou seu rosto, tornando-o semelhante ao de um hipopótamo. Fizeram bem de interná-la, pois o tumor, que estava com 7 quilos, ia continuar crescendo. Não se impressionem ainda. Vou postar em breve um tumor 50 vezes maior que esse. Aguardem!

Vídeo do caso aqui.

10 de julho de 2007

Hérnia de Umbigo



A foto ilustra uma barriga com hérnia de umbigo, exacerbada por excesso de suco gástrico. Uma doença de fígado impossibilitou a cirurgia. Por falar nisto, o fígado é um dos órgãos mais prejudicados no consumo excessivo de álcool. Cuide bem do seu.

9 de julho de 2007

Caracol Doido - Leucochloridium paradoxum




O parasita que entra no caracol empurra o cérebro dele para as pontas das antenas, criando um efeito colorido bonito. O caracol fica alterado e deixa de se proteger sob sombras, passando a se expor e ficando vulnerável a predadores, que o comem e tem suas fezes comidas por outros caracóis, fechando o ciclo.

7 de julho de 2007

Verme no Olho (Loa-Loa) e Elefantíase



No primeiro caso o homem foi picado por um mosquito na África. Três anos depois de ter chegado à sua casa nos EUA, encontrou um verme de mais de 7 cm por dentro do seu olho. Havia vermes não só em seu olho, mas em todo o seu corpo! Ele levou dez anos para se livrar de todos.


O segundo aconteceu na Ásia. Um mosquito picou o homem e transmitiu elefantíase. O vídeo não mostra, mas conta que o saco dele ficou do tamanho de uma laranja. Felizmente a maioria das pessoas que é infectada não sofre esses efeitos de inchaço. A doença não tem cura, mas ele trata da perna três horas por dia para diminuir o inchaço.

5 de julho de 2007

Vermes de água: Solitária de peixe e verme africano


Vídeos muito curiosos. A primeira parte mostra uma solitária de peixes, que deixa os peixes sem reflexo e suscetíveis a ataques, facilitando a propagação do parasita.


No segundo, ganeses sofrem com um verme d'água por falta de informação. Eles bebem a água contaminada e vermes saem de suas peles depois de dois anos, provocando uma dor semelhante à de queimadura. Para aliviar a dor eles se lavam no mesmo lago de onde tiram a água para beber e, fazendo isto, contaminam o lago, fechando o ciclo.

4 de julho de 2007

Frankensteins da Atualidade - Transplantes de Face

Frankenstein é um romance de terror escrito pela inglesa Mary Shelley entre 1816 e 1817. No livro, o cientista Victor Frankenstein cria um monstro a partir de pedaços de cadáveres. Após assistir a versão da história em filme em 1933, o público acabou associando o nome do criador ao monstro, que não tinha nome.


Embora os receptores de pele das histórias abaixo estivessem vivos, foram retalhados e costurados, tal como o monstro do romance.





Estas primeiras fotos são de Isabelle Dinoire, uma francesa que foi atacada por um cão. Mais estranho que o transplante foi o cão tê-la atacado, já que ele tinha bom comportamento e atacou sem motivo aparente a própria dona. Por isto aconselho que nunca confiem totalmente em um animal. O instinto pode vir à tona. A doadora havia sofrido morte cerebral, e foi escolhida por ter tecido compatível e pele com características semelhantes, como cor, textura e espessura. Segundo o médico, o resultado não vai ficar nem como a pele original dela, nem como a pele da doadora, mas uma terceira face.


Detalhes da cirurgia aqui.




Esta outra sequência de fotos é de Li Guoxing, um chinês que foi atacado por um urso. A pele nova é mais clara que a do paciente. Após a cirurgia que durou 14 horas, os nervos da parte direita ainda não respondiam de forma adequada, embora estivessem vivos e ativos. Os médicos já haviam testado o transplante em coelhos.


Detalhes da cirurgia aqui.
Vídeo da cirurgia aqui.

As fotos dos rostos dilacerados me fizeram lembrar de uma história de arrepiar, sobre miseráveis na França. Logo postarei esta história. Aguardem!

3 de julho de 2007

Lombrigas, cistos e solitária




Calcula-se que um em cada três americanos tem um verme parasitando seu sistema digestivo. Se esta é a estatística por lá, eu tento imaginar nos países subdesenvolvidos, em que esses animais e suas doenças encontram-se mais à vontade e com facilidade de propagação.

O primeiro caso é de um canadense foi pescar e comeu muitos peixes. Ele chegou em sua casa e, enquanto defecava, sentiu algo pendurado no seu ânus. Neste momento chamou sua esposa para ajudá-lo. A coisa era uma fita que se movia. Segundo o médico do vídeo, a solitária pode ultrapassar 4 metros de comprimento. Ele começou a puxar e a fita não acabava, então a mulher dele cortou-a com uma tesoura, e a solitária entrou de volta rapidamente. A solitária só morre se a cabeça for eliminada. Depois de tomar remédios, ele se livrou do bicho.

O segundo caso é de um mulher que voltou do México, onde comeu algo contaminado por ovos de um parasita. Quando voltou estava comendo muito, apesar de estar magra. Um dia, depois do trabalho, foi ao banheiro urinar, e quando abaixou a calcinha, caiu um verme vivo no chão. Enojada, pegou o bicho e levou ao médico. Levou três anos para que ela descobrir que estava hospedando vermes, dos quais se livrou com remédios.

O terceiro caso é de cisticercose (por ovos de solitária), em uma mulher que comeu na Guatemala. No cérebro, se não tratada a tempo, pode provocar a morte. Repare ao final do vídeo o tamanho do cisto com milhares de ovos, do tamanho de uma bexiga cheia de água.

2 de julho de 2007

Verme no Olho - Ophthalmomyiasis




Garoto de 5 anos em Honduras com larva de mosca (botfly) já em último estágio no olho, retirada com auxílio de anestesia geral.