Anuncie Aqui

21 de junho de 2007

A História do Calcanhar de Maracujá

Quatro anos atrás, um pequeno corte no pé esquerdo de Pamela Mitchell se transformou em uma infecção de diabetes de 5 cm e para dentro do osso. Outra ferida se desenvolveu no seu pé direito, devido à pele seca e quebradiça. Os médicos tentaram de tudo - cremes, antibióticos - mas nada funcionou.

"Meu médico me disse para desistir, ver um psicólogo, pois meu pé seria amputado", ela recorda.

Pamela, agora com 52 anos, teve que tomar uma decisão rápida porque o antibiótico que os médicos prescreveram para sua infecção estava destruindo seus ossos. Ela estava se preparando para se submeter a um transplante de medula óssea quando um amigo lembrou-se que viu médicos europeus usando larvas para tratar de ferimentos como os de Mitchell. Sem nada a perder, ela resolveu tentar.
http://calcanhardemaracuja.blogspot.com
Ela encontrou um dermatologista que queria aplicar o procedimento, e logo ela tinha 600 larvas vivas dentro do ferimento do seu pé esquerdo, e 400 no do seu pé direito, onde ficaram presas por gaze por dois dias inteiros.
Na hora de remover as larvas, o médico estava enojado. "Ele nunca tinha feito aquilo antes" relata Pamela. Ele também se impressionou ao ver que havia funcionado.

Ao longo de dez tratamentos, ferimentos que passaram por meses de tratamentos caros começaram a ficar curados.

Hoje Pamela caminha normalmente e seus calcanhares estão saudáveis. Ela é agora membro do quadro da Fundação de Educação e Pesquisa de Bioterapia (Biotherapeutics Education and Research Foundation), uma organização sem fins lucrativos que promove o uso médico de larvas.

"Elas não salvaram apenas os meus pés, elas salvaram minha vida. Elas são melhores que qualquer coisa que o homem invente, porque eu havia tentado de tudo", diz Pamela.

Fonte: http://www.livescience.com/203-maggots-leeches-medicine.html
Tradução: Rogério

Agradecimentos ao Tião, que encontrou a fonte.


60 comentários:

Lealdade Feminina disse...

Olá Rodrigo...
Muito interessante essa terapia... nada como confiar na sabedoria da Natureza...
Eu tbm soube de uma terapia assim alternativa, mas infelizmente a pessoa que sabia fazer o tratamento já faleceu... Ela curava alguns tipos de cancer ou úlceras com preparados a base de órgãos do urubu... fígado de urubu... já ouviu falar alguma coisa a respeito? Bom fim de semana... Nana Odara

Rogério disse...

É... Não conheço tratamentos com tripas de urubus. De qualquer maneira acho mais interessante usar seres vivos nos tratamentos. Ah, meu nome é Rogério...

Altamir,,, disse...

Parabens...
Muito nojento, mas muito interesante.
Tão interesante que estou copiando para meu blog tambem. vou citar o teu como fonte...

MARIA FACIONE disse...

Ah que nojo, mas quando o problema é em nós, tentamos todos os meios para ficar curada.

Maria

BLOGGER disse...

OLA E MUITO INTERESANTE SUA REPORTAGEM E MUITO NOGENTO TAMBEM
MAIS APROS A SAUDE O QUE O SER UMANO NÃO FAZES.
IVANETE C. DE AGUIAR
DE BELO HORIZONTE

Dchuli disse...

Rogério

POr acaso conhece alguém que saiba aplicar essa terapia, aqui no Brasil?
Meu pai está com um GRANDE problema nos pés e caso ele não apresente melhoras logo, será necessario amputar...já está há um mês internado para o tratamento da ferida, e não vejo grandes melhorias....
por favor, se puder ajudar....
Grato
Diego

Dchuli disse...

p.s: por favor, mesmo!
email
dchuli@hotmail.com

Artur Sievert disse...

achei muito bom..esse tratamento, lembrou o antigo tratamento dos sangue sugas que é usado ainda hoje em lokais da india, onde os sangue sugas sugam o ferimento do machucado.sobre os urubus sempre pensei na força que esses animais tem, que são superior e muitas vezse a do ser humano, comer restos de carniças, carne estragadas e contniuar vivos?temos muito que aprender com esses animais.
Artur

Brenda Michelle Buhr Pedro . disse...

Perguntei a várias pessoas o que elas prefeririam : Amputar o pé ou colocar as larvas , e não acreditei que a maioria preferia amputar o pé . Essas larvas são ótimas .

Dchuli disse...

Pois é! elas não sabem oque falam! Dizem isso, pois a possibilidade de terem um perna/pé amputado é muito remota! Infelizmente não achamos essa alternativa....e também nao houve tempo para a amputação. Mei Pai, infelizmente faleceu, devido a complicações deste ferimento no pé.
=/

João Paulo disse...

Sinto muito pelo seu pai D:
bom axei interessante...eu n axo nojento n...eu tenho estômago forte...

lais disse...

achei muito nojento, estou enjoada, acho que nunca mais vou comer maracuja, mas tambem muito interessante, no caso de Pamela era ou vai ou racha, acho que faria o mesmo, mas mesmo assim fico um pouco enojada com a imagem

camilaribas.s disse...

Fiquei espantada ao ver o pé de Pamella, confesso que fiquei enjoada mas como lido com casos quase iguais a essa não foi tão forte.
É mais uma descoberta que veio pela frente, nunca imaginei que larvas fariam um trabalho desse tipo. Mas será que ela sentia dor, em ter aqueles parasitas ali dentro ?

Julia disse...

Incrível como a medicina é avançada e inteligente,que bom que você conseguiu se recuperar,apesar de ter que lutar com um bicho estranho como as larvas ainda mais em seu próprio corpo,ainda bem que deu certo e essa doença foi embora,espero que você não precise passar por isso de novo...Boa sorte.......E você é bastante forte,pois isso devia te incomodar muito!!!!

GEORGE MACHADO disse...

larvas...interessante...depois de tanto remédios e tratamentos ineficazes queria amputar a perna da coitada da mulher, mas como sempre, a natureza dar um show no ser humano em sua essência mais comum e pratica.

Ricardo. disse...

Arthur. hoje o tratamento com sangue sugas é muito usado nos grandes centros de emergência. Os estados Unidos já devem ser até pioneiros neste tratamento. Queria saber se no Brasil existe algum relato de uso de sangue sugas no fluxo de sangue.

Danielli disse...

Nooooooooossa! Eu ja tinha ouvido falar, mas nunca soube se era realmente verdade... é nojento, mas acredito na cura! Danielli.

lesliane disse...

oiii tdb com vc, ue fiquei assustada quando vi essa imagem foi d relance e ainda tenho nojo isso é muito ruim ñ é eu li e vi que era interessante vc é uma mulher corajosa parabens!!!

claudineia e gislaine disse...

eu deixaria amputar meu pé ,q orror tenho pavor de bixo em min pavor nao tenho panico jamais consegueria viver com uma coisa tao nojenta

li disse...

coitadinha dela

tiaclaudia disse...

A imagem é muito mais chocante quando não sabemos do que se trata. Depois de ler, fico até feliz e aliviada que a pessoa cujo calcanhar esteve um dia neste estado, hoje está bem, com a integridade de seu pé. Ainda assim, impressiona.

karoline disse...

aa que mentira onde ja se vio ponha bicho no pé e ser curada pelo amor de Deus coisa mais nojenta

O Sentinela disse...

Eu passei dias com nojo da imagem e demorei pra ter coragem de ler a verdadeira história, pois achava que era por falta higiene. Mas ao ler que foi um tratamento o nojo amenisou. Muito interessantes essas alternativas.

andressa disse...

Parabééns pela sua força,, desejo tudo de melhor para você que ja sofreu muito ..
melhoras

andressa disse...

Pasei dia com nojo, depois de ler sua historia vi como uma pessoa tem a feé em deus e que nada é impossível.
Parabééns pela sua coragem de enfrentar issso

Beatriz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hudson disse...

muita corajem sua Pamela de deixar colocar vermes na perna....
mas si for pensar bem, é melhor isso, do que ter a perna amputada ..

oi disse...

tou traumatizada pra vida toda!

Shoutmon disse...

Interessante isso ainda bem que a cura nao fiquei horrorizado tenho estomago forte =D vi 3 pessoas vomitarem e nao vomitei ja vi coisa pior q essa,como um osso atravessar sua perna \o/ ou uma operaçao para retirar uma bala que quase atingiu o cerebro axo q a minha postagem foi a mais longa de todas salspálspáls´pal´psla´pslápls´palsaspoaklspalspoalsaposlapo tambem fiquei impressionado com oque a natureza pode fazer realmente um show e salvou a vida e os pés de Pamela ^^ fico feliz com isso embora seje um pokinho nojento xau proceis =)

Nós juntos! disse...

As larvas é apenas um tratamento e não uma doença , pois evitou a amputação dos pés porque tinham necrosado. Se caso uma berne aconteça num tecido não necrosado ela é retirada com aquele procedimento com pinça. Diferente desse caso que as larvas estavam trazendo um benefício para a paciente diabética,pois estava com risco de ter infecção e morrer.
A cicatrização é lenta no diabético.
As larvas podem dar em qualquer pessoa em qualquer parte do corpo.tem gente que não trata seu corpo, não procura um téc de enf, enfermeiro e o médico. As larvas são depositadas por insetos como mosca varegeira no local da ferida. Atendi uma criança na fase inicial onde ela teve na região do couro cabeludo.O doutor mandou eu tirar as larvas e fazer o curativo e assim fiz de forma correta(só profissional habilitado pode fazer).O doutor medicou antibiotico e pomada.Quem tem animal sabe que sempre pode ter larvas caso o cão não estiver com curativo(não sou veterinário). Tenho um cachorro que ele perdeu uma das orelhas porque ele arrancava com as patas o curativo. Então só passava aquele spray de bicheiras. Ele ficou sarado.
Procurem um veterinário em caso de animais.
Quem não respeita os problemas dos nossos irmãos podem ter um dia também!Vamos ser mais humanos!
FREDERICO(téc enfermagem)
fredericoverde@gmail.com

Larissa disse...

Aiiiin èe mtûu Nojeentu mesmoo, nossa Imaginuu como essa mulheer deve teer fikaduuh,

GIBITECA disse...

O que ninguem falou e como o tratamento larval funciona. Elas comem e vivem de tecido podre (carne necrosada), que é justamente o que prejudica o doente. Este tratamento não pode ser feito por qualquer um com qualquer larva que achar, pois corre o risco de infectar o doente mais ainda. As larvas usadas são criadas em laboratórios, limpas e sem quaisquer infecção bacteriana, o que possibilita uma cura para o infectado (e uma lauda refeição para as larvas). Por se só alimentar de carne necrosada, elas não comem a parte boa do doente, permitindo uma rapida recuperação. Estes tratamentos "retrogrados" são um avanço em biomedicina fantastico, que só agora o homem esta reaprendendo.
gibiteca@hotmail.com

♥♥nati♥♥ disse...

muito nojento mas se curou ela isso é o que vale né?. o ser humano faz de tudo para se curar até métodos não testados.mas cada um te sua opinião a minha é essa mas entao ta gente bjs pra tds.
alias quem tiver TWITTER: SEGUE LA POR FAVOR É:NGC19

* Natalia g. *

Haliam disse...

N - O - J - E - N - T - O

junior disse...

nossa fiquei chocado ao ver a imagem mais depois feliz por isso ter sido só a cura... e eu faria o mesmo por que adoro correr por ai e nao sei como ficaria sem os meus pés q estao sempre sujos de lama XD, adoraria tambem me aprofundar mais nesse asunto e saber médicos especializados nisso por que a vida é imprevisivel e nunca se sabe.

loiradavan disse...

sou estudante de enfermagem, comentamos o assunto na sala de aula e gostariamos de obter mais informação a respeito desta tecnica que embora absurda mas se da resultado porque não...

jogo disse...

que nojo! ai se esses bichos comem a carne podre.. eles engordam? tipo ficam maiores? debaixo de gases ainda por cima.. nossa da até coceira em pensar.

Nanda Mineto disse...

Interessante, porém MUITO NOJENTO.

jack disse...

corajem mesmo sendo meio nojento guilherme a.neves campo grande rj

itana1970 disse...

quando vi achei nojento. mas quando li a verdadeira historia vi q foi um ato de coragem dela. se isto tivesse acontecido comigo faria a mesma coisa. so nao queria amputar meu pe. itana graciete;

fernando santana irmão do frankleyton disse...

muito ruim passar por esse tratamento
ter q colocar vermes no pé é muito nojento mas melhor do q ter a perna amputada
eu vou ficar tralmatizado com isso a vida inteirinha

fernando santana irmão do frankleyton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marcinha disse...

marcia realmente é muito nojento e imprecionante mais imprecionante ainda é a coragem e a sua fé. parabéns

Rodrigo Severo disse...

sopão de pus é mais nojento.

Rhuana disse...

coitada da garota, imaginem aquelas larvas se machendo em seus pés, ai que agonia fico até arropiada só de ver ui!!!

Angel disse...

Q nojo, axu q n vou conseguir comer direito hoje...
Mas eh valido se o tratamento reslmente for eficaz.

não indentificado disse...

que nojo que porcaria e essa eu rancava meu pe +dechava nunca faze uma merda dessa esses filho duma equa deve te larva na c***a so se fo ne

Minha vida como um livro disse...

Nossa que nojento...
Deve ser horrivel a snsação de ter isso no peh.
Arg

Weberson disse...

Mas se o diâmetro da ferida for muito extenso e profundo, será que o resultado será satisfatório?
Porque mesmo interrompendo a infecção a parte comprometida não vai se refazer... ou vai?

Alex Dinho HD disse...

eu vo vomitar apaga isso

Beatriz disse...

Que noooojooooo, como uma coisa dessas pode existir??? OMG!

Israel dantas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Israel dantas disse...

Alex essas coisa existem ir tem que ser mostradas para que possamos entendela e ter temor a Deus pois quando se esta saúdavel e sem ver coisas assim agente esquece dela
Rogério parabens pelo poste copiando aki o seu como fonte

Danilo Bitencourt' disse...

Meeeu Deeeus....faleci três vezes!!!
Eu vi a imagem no facebook, pesquisei sobre o assunto pq sou curioso, mas não consigo ver a imagem...
É horrivel..nunca mais vou conseguir nem tocar num maracujá!!!
Morrendooo aqui..to arrepiado..
Vou ter pesadelo com essa imagem..
Obs.: Milhões de parabéns para essa mulher corajosa e batalhadora..

Marina Novaes disse...

Putz, vi aqui depois que disseram no agora é tarde pra pesquisar. Nossa, grotesco.

Nathan Sehn disse...

eu estava com nojo pensando que as lavas é que eram problema,mas agora nao estou porque sei que elas éram a soluçao e reso para que mais ninguem tenha esse problema..... PS: agora ja nao estou com nojo e estou vendo as imagens comendo um maracujá... seja assim tambem!!!!!!

pascoalnadador disse...

sou leigo neste assunto estou surpreso com o que pode nos acontecer,nós pobre seres humanos cheio de não me toque e não réle...é isso!pascoalnadador-SP-SP.

Matheus Brito disse...

Olá eu sou Matheus Brito! ... tenho 11 anos ... depois de ver esta reportagem pretendo determinadamente estudar sobre o caso do "PÈ DE MARACUJÀ" isso não é nada nojento.. gente..isso é um metodo de cura ... as pequenas Larvas Brancas .. podem ser nojentas para alguns de voces mais o seu liquido é ótimo . Para grandes ferimentos . Uma Cicatrização natural.. nesse caso as Larvas Brancos aabsorverm todas bactérias e fungos do pé dessa moça tornando o pé mais saúdavel" ! ...

Lilirose Tolentino disse...

Quando ví a imagem, sentí vontade de chorar...o pé da minha mãe ficou igualzinho e ninguém mencionou sobre essas larvas, só falavam em amputação(hosp. da Aeronáutica de Belém-Pa). Tentamos de tudo, e por causa de uma medicação que atingiu seus rins(tramal),hoje faz 3 anos de falecimento. Parabéns pela divulgação.

Daniela Molina disse...

Nós que estudamos Podologia sabemos dessas técnicas principalmente para tratar um pé diabético onde a cicatrização é muito demorada...as larvas fazem um ótimo trabalho de limpeza,removem mesmo a pele necrosada fazendo assim que a pele nova se renove de dentro pra fora...